LEIA MAIS

Artigos

Sobre assuntos variados e relevantes para o seu ministério
LEIA MAIS

Iniciando o Ministério

Vai iniciar um ministério de dança em sua igreja? Veja aqui o passo a passo de como fazer
LEIA MAIS

Dicas para o Líder

Dicas, ideias e ensinamentos para líderes de ministério de dança
LEIA MAIS

Dicas para o Membro

Dicas super legais e importantes para você entregar o seu melhor para o Senhor
LEIA MAIS

Dicas Técnicas

Dicas, exercícios e alongamentos para melhorar a sua técnica
LEIA MAIS

Diga NÃO ao Plágio!

Seja uma pessoa correta, compartilhe, não copie

junho 25, 2019

Como Lavar as Vestes Ministeriais



Vamos falar sobre a lavagem de roupas?
A primeira coisa que precisamos esclarecer, quando falamos de lavar as vestes ministeriais, é que cada ministro é responsável por lavar a roupa que usa. Se as vestes são guardadas na igreja, cada ministro deve ser responsável por lavar a roupa que usar, levando pra casa e a limpando com zelo, mesmo que ache que "não suou muito".
Dito isso, vamos as dicas para lavar as roupas do ministério corretamente:

✓ Lave as roupas sempre que usar

Muitos ministros acham que só porque "não suou muito" não precisam lavar as vestes que usaram para dançar. Porém, isso é um péssimo hábito a se ter! As roupas devem ser lavadas a cada uso, pois o suor (mesmo que seja pouco) pode embolorar o tecido e a sujeira pode se fixar a ponto de tornar difícil a limpeza. Isso sem mencionar que guardar a roupa suja, para mais tarde usá-la novamente, é totalmente anti-higiênico.
Se a sujeira fixar no tecido, você precisará esfregá-la demais até que ela saia e isso pode prejudicar o tecido, danificando também os bordados, rendas ou apliques que estiverem na região esfregada. E no caso do bolor, se ele aparecer, poderá inutilizar a roupa permanentemente.

✓ Máquina de lavar ou tanque?

É comum, devido as nossas atividades diárias e dias atarefados, a gente querer colocar tudo na máquina de lavar, mas será que isso é apropriado para as vestes ministeriais? Na verdade não, não é apropriado
Por mais tentador ou prático que seja colocar tudo na máquina, essa não é uma boa ideia: a centrifugação pode esticar demais a roupa e deixá-la deformada, e mesmo que se use os saquinhos para roupas delicadas, o sabão em pó não é o produto recomendado para roupas de dança. Há também a questão de tecidos delicados, rendas, bordados e apliques, que podem sofrer avarias quando colocadas na máquina de lavar.
O melhor a se fazer é lavar as vestes no tanque, à mão. Eu sei que dá trabalho, mas é o mais apropriado e acho que Deus merece esse esforço de nós, Ele merece que nossas roupas estejam bonitas e bem conservadas para ministrar nossa adoração.
Não se esqueça de lavar o tanque antes de começar a lavar as vestes, pois se houver algum tipo de sujeira ou resíduo de produto nele, pode manchar as roupas!!! Isso já aconteceu comigo e é terrível.

✓ Produtos indicados

Sempre lave as vestes ministeriais com sabão em pedra (neutro, de coco ou de glicerina). Use detergente somente se houver manchas de gordura na roupa, mas não o use sempre porque pode deixar o tecido áspero e danificar as fibras. Amaciante pode ser usado.
Não use sabão em pó, pois fazem as cores desbotarem mais rápido. Não use alvejante porque danifica as fibras, fazendo o tecido apodrecer mais depressa, e ao invés de embranquecer as roupas, deixa elas amareladas.

✓ Lavando roupas coloridas

  1. Antes de tudo, analise as peças de roupas com cuidado, para ver se possui alguma sujeira localizada que precisa ser limpa. Se houver, marque o local para limpá-la. Faça isso antes de molhar o tecido, porque algumas roupas "enganam" nossos olhos quando ficam molhadas, fazendo parecer que a sujeirinha não existe.
  2. Se a peça que estiver prestes a lavar for nova, lave-a separadamente para ter certeza de que não solta tinta e não vai manchar outras roupas. Eu já manchei uma roupa clara devido a uma roupa vermelha que soltou tinta, e perdi a peça por causa disso, então fique ligado!
  3. Depois desses cuidados iniciais, molhe as roupas e o sabão, e esfregue as peças. Faça espuma e esfregue principalmente as áreas onde você mais transpira, lembre-se também de esfregar o local das sujeiras que conseguiu localizar inicialmente. Depois enxague.
  4. Hora de usar de deixar a peça de molho no amaciante. Separe as roupas claras das escuras, porque o processo de molho pode transferir a tintura de uma roupa para a outra e manchar as mais claras (mesmo que normalmente elas não soltem tinta). Se possível, coloque as claras de molho em um balde e as escuras em outro, mas cuidado para não exagerar no amaciante ou ele terá um efeito contrário e prejudicará o tecido ao longo do tempo.
  5. Não coloque vestes de paetê de molho ou perderão o brilho num instante (dica do blog Mover)
  6. Deixe as roupas de molho por, no máximo, 15 minutos. O molho em excesso facilita o apodrecimento do tecido e pode fazer alguns tecidos perderem o brilho.
  7. Dê uma última enxaguada para retirar o excesso do amaciante e pendure a peça.
  8. Veja dicas de como pendurar a roupa mais abaixo. ↓ ↓ ↓

✓ Lavando roupas brancas

  1. Lave as roupas brancas separadamente das coloridas e limpe muuuuito bem o tanque, para que não venha a manchar o tecido branco sem querer.
  2. Molhe as peças e o sabão, e esfregue. Faça espuma, esfregue as áreas onde você mais transpira e onde houver sujeira localizada. Depois enxague.
  3. Se a roupa branca estiver muito amarelada ou com alguma sujeira difícil de sair, deixe de molho em algum produto branqueador diluído em água quente (eu recomendo o Vanish Cristal White, já usei e gostei). Dilua o branqueador na água quente e só depois mergulhe a roupa. Muita gente deixa de molho de um dia para o outro, mas eu prefiro deixar a peça de molho até a água esfriar, pois o excesso de molho também é prejudicial para o tecido. A roupa fica limpinha no final, mas se a mancha for muito feia, você precisará de mais algumas lavagens para que ela suma de vez (veja um exemplo do efeito do branqueador da Vanish AQUI).
  4. Se a peça não precisar de branqueador, passe direto para o molho com amaciante por, no máximo, 15 minutos. Dê uma última enxaguada para retirar o excesso do amaciante e pendure a peça.
  5. Veja dicas de como pendurar a roupa mais abaixo. ↓ ↓ ↓

✓ Rendas, bordados e apliques

Tenha um cuidado especial com as partes que contenham renda, bordados e apliques, pois um erro na lavagem pode estragar estas regiões tão bonitas. Atenção as dicas:
  1. Bordados: não podem ser lavados na máquina e nem esfregadas com escova, ou o desenho ficará arruinado. Não deixe de molho, pois pode perder o brilho da peça, esfregue com sabão, enxague e coloque para secar. Mesmo com a lavagem à mão, evite esfregar a área do bordado; se houver necessidade de esfregar, faça com muita delicadeza e somente na área desejada. Não torça nem centrifugue a região bordada; se a roupa for inteiramente bordada, aperte-a com a mão para tirar o excesso de água e coloque para secar.
  2. Rendas: não podem ser esfregadas diretamente, passe somente o sabão e enxágue. Pode ficar de molho. Não pode ser centrifugada e nem torcida, aperte a região com a mão para tirar o excesso de água e coloque para secar.
  3. Apliques: não devem ser esfregadas diretamente, pois podem cair; se precisar limpar a região dos apliques, passe sabão e esfregue o avesso. Apliques de metal (como strass com base metálica) não podem ficar de molho, pois podem enferrujar e a ferrugem mancha todo o tecido ao redor dele. Lantejoulas e paetês não podem ser torcidas, centrifugadas ou apertadas com a mão, pois entortam e podem até quebrar.

✓ Pendurando as vestes ministeriais

Pendurar as vestes ministeriais pode ser uma tremenda decepção se você não se atendar a certos detalhes. Antes de pendurar, não torça as roupas ou elas poderão ficar deformadas, o certo é apenas apertar a peça com as mãos para tirar o excesso de água.
Se você morar em apartamento e não puder colocar uma roupa pingando no varal, use um saquinho para roupas delicadas e centrifugue a roupa na máquina de lavar (não faça a lavagem completa, apenas centrifugue). O saquinho vai ajudar a proteger a roupa durante o processo, mas evite fazer isso com tecidos muito delicados ou com apliques, rendas e bordados, porque eles não podem ir para a máquina nem mesmo para a centrifugação (dica do It Mãe).
Agora confira essas dicas para o momento de pendurar as peças:
  1. Sempre coloque suas roupas para secar na sombra, o Sol direto acelera o desbotamento.
  2. O prendedor pode deixar a roupa marcada, por isso, sempre pendure as peças em regiões de costura para diminuir o impacto do prendedor.
  3. Para os tecidos claros, passe um paninho molhado no varal para retirar qualquer resíduo de poeira, ou ele poderá ser transferido para a roupa. Ou então, estenda uma toalha ou um lençol sobre o varal e pendure as roupas por cima.
  4. Roupas escuras podem ser penduradas diretamente no varal.
  5. Saias e pantalonas são penduradas pela costura do cós.
  6. Para blusas e batas, é possível arrumá-las em um cabide (que esteja limpo) e pendurar o cabide no varal, evitando assim as possíveis marcas de prendedor.
  7. Vestidos também podem ser pendurados com o cabide, mas certifique-se de que não ficará tocando o chão ou ao alcance dos animais de estimação (uma vez, meu cachorro puxou meu vestido de dança preferido e dormiu em cima, quase enfartei). Se achar que o cabide não é uma boa ideia, pendure-o pelo meio, bem na costura da cintura. 
  8. Cuidado com os prendedores com partes enferrujadas, a ferrugem pode manchar as roupas.
  9. Não use prendedores em véus, coloque-o pelo meio sobre o varal e deixe secar.
  10. Retire as roupas do varal somente se estiverem 100% secas, roupas úmidas criam mofo. E no caso dos véus, fique de olho no vento, para que ele não leve seus véus embora.

Espero que tenham gostado das dicas ❤
Sei que parece ser muito trabalhoso, mas não é tanto assim. Depois que você pegar o jeito, vai perceber que fará todos os processos naturalmente e ainda conseguirá ajudar membros menos experientes na hora de lavar as vestes ministeriais.
Oro para que suas vestes sejam sempre perfeitas, limpas e conservadas, para o louvor e a honra do nome do Senhor Jesus!Deus os abençoe.

Leia mais >>>

junho 18, 2019

Ideias para Deixar as Atividades do Ministério mais Dinâmicas



Hoje trouxe algumas ideias para se implementar em ministérios de dança, a fim de deixar as atividades da equipe mais dinâmicas e diferenciadas. Lembrando que não é preciso segui todas para se ter um bom resultado, veja o que é cabível à equipe no momento e aplique a ideia que tenha melhores chances de dar resultados:
  1. Caderno para que os membros possam registrar seus aprendizados: é uma ideia interessante, pois eles poderão escrever tudo o que aprendem sobre o ministério, sobre a dança na igreja e no mundo, e também sobre aprendizados técnicos. Isso dará aos seus liderados um arsenal de informações para utilizarem no futuro, caso algum deles venha a se tornar líder ou precise para ensinar pessoas menos experientes.
  2. Uma bolsa só para o uso do ministério de dança: trocar de bolsa com frequência sempre nos leva a cometer falhas e esquecer objetos importantes em casa, porém, se os membros puderem separar uma bolsa somente para uso da dança, conseguirão evitar esquecer coisas essenciais como a bíblia ou as sapatilhas. A bolsa não precisa ser nova, somente precisa ter espaço suficiente para levar todos os itens primordiais para as atividades do ministério.
  3. Ter mais de um ensaio por semana: nem toda igreja consegue realizar mais de um ensaio por semana, mas, se você conseguir, faça! Isso ajudará a equipe a crescer e a se desenvolver mais depressa; você pode fazer um ensaio para coreografias e outro somente para técnicas, ou então separar um ensaio para "técnica + coreografias" e outro para "técnica + coreografias de evangelismo".
  4. Usar as redes sociais como uma extensão do ensaio: a internet é uma ferramenta que pode ser usada tanto para o bem quanto para o mal, então por que não usá-la para o bem? Se a maior parte da equipe tiver acesso às redes sociais (como Facebook ou WhatsApp), crie um grupo com os integrantes e mantenha contato com eles durante a semana. As redes sociais podem ser usadas para mandar lembretes, enviar músicas que pretende ensaiar para que comecem a ouvi-la com antecedência, enviar vídeos com trechos novos da coreografia para que os membros consigo ensaiar em casa também. Atente-se somente a NUNCA aplicar correções/broncas via internet, esse tipo de coisa precisa ser feito pessoalmente, olho no olho, ok!?
  5. Comemorar aniversários: apesar de não ter nenhum proveito técnico, a comemoração de aniversários proporciona um momento de comunhão valioso para a equipe. Você pode optar por comemorar o aniversário dos membros ou comemorar o aniversário de fundação do ministério; se cada integrante trouxer um prato de doce ou salgado, haverá comida para todos e não pesará no bolso de ninguém, e de quebra, a equipe passará um momento delicioso junto, se divertindo e tornando-se ainda mais unidos. Se possível prepare algum tipo de lembrancinha para que eles possam se sentir amados e tenham algo especial para levar para casa.
  6. Conversar depois de cada ministração de coreografia: é saudável para o ministério fazer um balanço dos erros e acertos depois de cada coreografia. Reúna os integrantes e comece a fazer perguntas sobre a coreografia ministrada: quem errou, quem acertou fazer a parte difícil da coreografia, quem ficou nervoso e com frio na barriga, quem se consagrou direitinho antes da ministração, o que saiu errado e precisa ser melhorado, etc. Se você, líder, errou algum passo da coreografia, aproveite este momento para contar isso aos membros, é importante que eles o vejam como alguém normal, que também pode errar, mas que se esforça para sempre acertar... É normal que em conversas assim alguns fiquem felizes por não terem errado e que outros riam de seus próprios erros, isso é saudável e aumentará a união do ministério. Só não permita que eles debochem dos erros dos outros, cada um deve avaliar a si mesmo.

Espero que tenham gostado das dicas e que elas sejam proveitosas para sua equipe de dança. Já testei todas elas e funcionaram muito bem, as atividades do ministério ficaram mais diversificadas e os membros ficaram mais interessados e participativos. Vale a pena fazer mudanças no dia a dia da equipe para fazê-los melhorar, para a honra e a glória do nome do Senhor Jesus!
Leia mais >>>

junho 11, 2019

O que é Preciso Saber sobre Vestes Ministeriais



A veste ministerial é uma das coisas favoritas de todo ministro de dança. É possível fazer inúmeras combinações de modelos e cores, para confeccionar o figurino ideal para um a apresentação ou ministração. Porém, apesar de todo mundo amar pesquisar roupas e ver novos modelos, muitos ministros não conhecem o básico sobre as vestes ministeriais, e é sobre isso que falaremos aqui.

✓ Todas as vestes ministeriais precisam de base

Base é a roupa que fica abaixo das vestes ministeriais, para ajudar a cobrir a área vermelha, tampando o que as vestes podem deixar à mostra durante a dança. Um exemplo disso é com os vestidos, pois nenhuma ministra utiliza apenas o vestido, sem nada por baixo; muito pelo contrário, elas sempre utilizam collant e legging por baixo, pois sabem que quando girarem o vestido irá subir. Neste exemplo, a legging e o collant são a base da veste ministerial, agindo como um "alicerce" do figurino e impedindo que as coisas desandem e causem escândalo.
Em breve trarei um post falando somente sobre bases, que cores é possível usar e quais peças o compõem, ok? Assim não restará nenhuma dúvida sobre o assunto.

✓ Roupas íntimas não podem aparecer

Quando usamos roupas comuns, no dia a dia, é normal a alça do sutiã aparecer de vez em quando ou o cós da cueca ficar à mostra, contudo, nas vestes ministeriais isso não pode acontecer nunca!
A roupa íntima, justamente por ser usada para cobrir os seios e as genitálias, naturalmente possuem uma conotação sensual e, por causa disso, uma simples alça de sutiã aparecendo ou um pedacinho do cós da cueca tornando-se visível, pode desviar toda a atenção de sua dança para a sexualidade.
Quando calçamos nossas sapatilhas, estamos literalmente trabalhando para Cristo e, por causa disso, temos que tomar todos os cuidados possíveis para fazermos um trabalho impecável e que não acarrete escândalo. Devemos lembrar também que ainda existem muitas pessoas que não gostam e não concordam com a dança na igreja, e que um pedaço da roupa íntima aparecendo pode servir como ferramenta para o diabo trabalhas contra o seu ministério.
Todas as brechas precisam ser tampadas, então oriente os seus membros (homens e mulheres) a tomarem extremo cuidado com suas peças íntimas, para que nada fique visível.

✓ Lembre-se sempre de cobrir a área vermelha

Para não gerar escândalos ou olhares cobiçosos dentro da igreja, é importante que as vestes ministeriais cubram toda a área vermelha, que vão desde os seios até o final das coxas. Independente do membro ser homem ou mulher, a área vermelha precisa ser coberta, a regra vale para ambos, pois trata-se da região mais sensual do corpo.
A regra também vale para todos os tipos de coreografia que forem apresentar, seja na igreja ou em evangelismo de rua, certifique-se que esta área ficará devidamente coberta e muitas brechas serão tampadas em seu ministério!
Oriente seu ministério com relação as roupas de ensaio também, pois nunca sabemos quando um irmão da igreja poderá aparecer para assistir aos trabalhos do ministério de dança. Para os ensaios, fique atento a decotes muito profundos, ao uso de shorts curtos ou blusas curtas durante o ensaio, que podem subir e mostrar a barriga ao dançar.



✓ Faça a manutenção da base e das vestes periodicamente

Se você sabe que há uma apresentação se aproximando, retire um tempo para averiguar todas as peças que serão usadas para ter certeza que estão em bom estado. É comum, devido ao uso frequente, alguma parte das vestes ministeriais descosturar ou aparecerem furos nas axilas do collant, e não tem coisa mais feia do que um ministro de dança levantar os braços e o furinho ficar à mostra...
Faça a manutenção das suas roupas de tempos em tempos, pois a falta dela pode demonstrar desleixo e passar uma imagem errada de como o ministério está encarando a obra de Deus. Algumas coisas são super simples de se revolver, com uma agulha e uma linha até o membro mais inexperiente em costura consegue fechar pequenos furos, arrumar pequenos trechos descosturados, recolocar botões e trocar fitas desgastadas. Cuide das suas vestes e das suas peças de base, pois elas são sua vestimenta de trabalho ministerial.

✓ Lave suas vestes sempre que usá-las

Muitas pessoas deixam de lavar suas vestes ministeriais porque acreditam "mal terem suado" durante uma ministração, mas esse é um péssimo hábito para se cultivar. Guardar as roupas suadas é anti-higiênico e pode embolorar o tecido, além disso, o acúmulo de sujeira pode fazer com que a peça precise ser esfregada demais, o que acarretará no desgaste do tecido (além de danificar bordados, rendas e apliques).
Prefira a lavagem na mão para preservar as peças, a máquina de lavar pode deformar suas roupas. Em breve estarei postando algumas dicas de como lavar as vestes ministeriais de forma eficiente e segura...
Como disse no item anterior, suas vestes são sua vestimenta de trabalho, portanto, cuide bem delas.

✓ Passe as vestes antes de usá-las

Usar as roupas sem passar, com claros sinais de amassado, também é desleixo e pode passar uma impressão errada de como o ministério está encarando a obra de Deus. Pare um momento para pensar no assunto, você acha que Deus merece uma roupa amassada? Merece uma veste ministerial que parece ter saído de uma garrafa? Não, Ele não merece, então não ofereça isso como oferta.
É normal as vestes ministeriais amassarem um pouco no culto quando o ministro se senta, mas há uma diferença muito grande entre uma roupa que foi passada e amassou por uma casualidade, e uma roupa que não foi sequer passada. Cuide das suas vestes, porque é para Cristo que dança e Ele merece o nosso melhor.
Vale lembrar que existem alguns tecidos de malha que não amassam e por isso podem ficar isentas do ferro de passar, e que alguns tecidos podem derreter em contato com o ferro muito quente, portanto, tenha muita atenção e cuidado ao passa-las. Em breve estarei postando algumas dicas de como passar as vestes ministeriais sem acidentes, ok?

✓ Guarde-as com carinho e cuidado

Vestes ministeriais não podem ser "jogadas" dentro do guarda-roupa ou guardadas como uma roupa comum, elas precisam de certos cuidados para garantir que o tecido seja preservado e dure por bastante tempo. Guarde-as sempre em um local ventilado, mas onde não pegue Sol direto; use capas ou saquinhos para proteger as vestes da poeira e, se possível, coloque um desumidificador antimofo no local onde elas serão guardadas.
Em breve farei um post falando somente sobre isso, para reunir várias dicas de como guardar as vestes com cuidado e segurança.


Espero que tenha gostado das informações sobre vestes ministeriais. Aparentemente, o conhecimento parece ser simples, mas acredite, há muitos ministros de dança que perdem suas vestes por não saberem cuidar delas. Em breve trarei novos posts a respeito de vestes ministeriais, fique ligado!
Leia mais >>>

junho 05, 2019

Iniciando o Ministério #7 - Considerações Finais



Este é o meu último post com relação a iniciar um ministério. Espero que essa série de postagens, ensinamentos e ideias tenham lhe ajudado a se organizar. Se você leu tudo e seguiu o passo a passo corretamente, então você já tem conteúdo suficiente para começar as atividades com a sua equipe, já tem uma estrutura básica para ensaiar e trabalhar na manifestação do reino de Deus através da dança.
Agora você já pode anunciar o início do ministério de dança para a igreja e anotar nomes e contatos de pessoas interessadas em participar. Se você seguiu o meu conselho do primeiro post (Iniciando o Ministério #1), sobre orar pedindo a Deus para que traga as pessoas certas até você, então se prepare, pois elas aparecerão!!!
Não escolha os membros por si mesmo, deixe Deus falar nos corações e trazer até você quem for realmente interessado em participar e quem Ele quer que esteja na equipe. Só chame alguém específico, se o Senhor mandar chamar. 
Antes de encerrar, gostaria de lembra-lo que a TAG Iniciando o Ministério aborda apenas o básico para você começar suas atividades, pois ainda há muito a se aprender e um líder nunca pode deixar de se aperfeiçoar. Eu continuo me aperfeiçoando até hoje, então, minha recomendação para você é: continue estudando liderança, continue buscando ideias, continue buscando ao Senhor, continue se aperfeiçoando!

Que Deus o abençoe e o fortaleça nessa jornada ministerial!
Com amor,
Natalia Xavier
Leia mais >>>

Sobre Mim

Facebook LinkedIn RSS Feed Youtube

Sou Natalia, tenho 30 anos, sou cristã evangélica, caraguatatubense, formada em Educação Física e aspirante a escritora. Criei o blog para partilhar estudos, experiências e ideias para Ministérios de Dança, e espero que de alguma forma ele lhe seja útil. Obrigada pela visita e não esqueça de comentar!



Postagens populares

Total de Visualizações

Outras Tags

Siga o Blog

Contato Rápido

Nome

E-mail *

Mensagem *

Copyright © Meu Mundo em Meia Ponta | No ar desde 2008 | Powered by Blogger
Design by Lizard Themes | Blogger Theme by Lasantha - PremiumBloggerTemplates.com